WCT-BRASILEIRAS AVANÇAM NO RIP CURL PRO MADEMOISELLE EM HOSSEGOR, FRANÇA. E A LÍDER DO WCT PERDE PARA A FILHA DE TOM CURREN

agosto 31, 2008

WCT-BRASILEIRAS AVANÇAM NO RIP CURL PRO MADEMOISELLE EM HOSSEGOR, FRANÇA. E A LÍDER DO WCT PERDE PARA A FILHA DE TOM CURREN

Autoria: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Quinta-feira, 28 de agosto de 2008WCT-Brasileiras avançam e a líder do WCT perde para a filha de Tom Curren

A peruana Sofia Mulanovich barrada por Lee Ann Curren nas oitavas-de-final em Hossegor

Depois de um longo intervalo de quase cinco meses, o título mundial feminino voltou a ser disputado nesta quinta-feira na terceira etapa do ASP Womens World Championship Tour – WCT 2008. Em boas ondas de até 1,5 metro de altura em Les Bourdaines, já foram definidas as quartas-de-final logo no primeiro dia do Rip Curl Pro Mademoiselle em Hossegor, França.

As brasileiras Silvana Lima e Jacqueline Silva passaram pelos dois desafios da quinta-feira e já ingressaram na lista das dez surfistas que são mantidas na elite mundial para o ano que vem. Mas, a peruana Sofia Mulanovich, que venceu esta etapa no ano passado batendo a própria cearense Silvana Lima na final, acabou barrada pela jovem francesa Lee Ann Curren, filha do tricampeão mundial Tom Curren, que está competindo como convidada do Rip Curl Pro Mademoiselle.

Esta é a última parada do WCT Feminino antes da estréia do Billabong Girls Pro no Rio de Janeiro. O evento que teve suas duas primeiras edições realizadas na cidade de Itacaré, no litoral sul da Bahia, agora mudou para a Barra da Tijuca e terá também uma estrutura montada na Praia da Macumba para aproveitar as melhores condições de ondas na capital carioca. O Billabong Girls Pro Rio promoverá uma prova nível 4 estrelas do WQS nos próximos dias 08 e 09 e do dia 10 a 18 de setembro será a vez da etapa brasileira do WCT que valerá como a quarta da temporada 2008.

Na França, Sofia Mulanovich também defendia a liderança do ranking conquistada com uma vitória e um vice-campeonato nas duas primeiras etapas disputadas na Austrália. A peruana ainda estreou com a melhor apresentação da primeira fase (15,50 pontos), mas Lee Ann Curren não deu chances para ela nas oitavas-de-final. A francesinha liderou toda a bateria e quando Mulanovich surfou sua melhor onda que valeu nota 7, a filha do mito Tom Curren respondeu com um 8 para garantir a vitória por um placar apertado de 14,25 x 13,15 pontos.

NOTA 10 – E a eliminação da líder parece ter dado uma injeção de ânimo na atual campeã mundial Stephanie Gilmore, que na disputa seguinte arrancou o primeiro 10 do campeonato e ainda achou outra ótima onda nota 9,5 para fechar o maior placar do dia em Hossegor, incríveis 19,50 pontos de 20 possíveis. A australiana agora recupera o posto de número 1 do WCT se vencer o Rip Curl Pro Mademoiselle e sua próxima adversária é a brasileira Jacqueline Silva.

As duas estrearam juntas numa bateria fraca de ondas em Les Bourdaines, com Gilmore vencendo com apenas 8,55 pontos, contra 8,50 da catarinense que mandou a americana Karina Petroni para a repescagem na briga pela segunda vaga direta para as oitavas-de-final. Depois, Jacque Silva despachou a australiana Rebecca Woods com uma tranquila vantagem de 12,50 x 9,50 pontos para já comemorar seu melhor resultado na temporada.

TOP-10 DO WCT – Tanto Jacqueline como Silvana não tinham passado dessa fase nas duas provas australianas e dividiam a 11.a posição no ranking do WCT, que garante só as dez primeiras para o ano que vem. Silvana Lima também avançou, mas de maneira invicta, vencendo as duas baterias que disputou na quinta-feira. Na primeira, bateu a mesma havaiana Melanie Bartels que depois eliminou nas oitavas-de-final, quando surfou uma onda excelente – nota 9,0 – para alcançar o segundo maior placar do Rip Curl Pro Mademoiselle, 17,50 x 7,50 pontos.

A adversária de Silvana Lima nas quartas-de-final é a australiana Samantha Cornish e as duas vão reeditar a grande final do último Billabong Pro Girls Itacaré na Bahia nas ondas francesas de Les Bourdaines. A brasileira vai tentar vingar aquela derrota do ano passado e Silvana também foi vice-campeã nesta etapa de Hossegor, resultados que a ajudaram terminar a temporada 2007 como a terceira melhor surfista do mundo.

SEMIFINAL BRASILEIRA – Silvana e Jacque agora já aparecem em sétimo lugar no ranking e podem subir mais. A catarinense pode até garantir a permanência de Sofia Mulanovich na liderança se conseguir superar o furação australiano, Stephanie Gilmore, nas quartas-de-final. E se Silvana Lima também passar, ficará formada uma semifinal brasileira no Rip Curl Pro, que tem prazo até o dia 1 de setembro para ser encerrado na França.

RIP CURL PRO MADEMOISELLE – QUARTAS-DE-FINAL:
1.a: Layne Beachley (AUS) x Amee Donohoe (AUS)
2.a: Jessi Miley-Dyer (AUS) x Lee Ann Curren (FRA)
3.a: Stephanie Gilmore (AUS) x Jacqueline Silva (BRA)
4.a: Silvana Lima (BRA) x Samantha Cornish (AUS)

OITAVAS-DE-FINAL – 9.o lugar (US$ 4.000 e 360 pontos):
1.a: Amee Donohoe (AUS) 12.50 x 4.60 Julia De La Rosa (EUA)
2.a: Layne Beachley (AUS) 9.75 x 5.35 Nicola Atherton (AUS)
3.a: Jessi Miley-Dyer (AUS) 13.50 x 12.90 Rosanne Hodge (AFR)
4.a: Lee Ann Curren (FRA) 14.25 x 13.15 Sofia Mulanovich (PER)
5.a: Stephanie Gilmore (AUS) 19.50 x 9.15 Karina Petroni (EUA)
6.a: Jacqueline Silva (BRA) 12.50 x 9.50 Rebecca Woods (AUS)
7.a: Silvana Lima (BRA) 17.50 x 7.50 Melanie Bartels (HAV)
8.a: Samantha Cornish (AUS) 12.25 x 6.00 Melanie Redman-Carr (AUS)

PRIMEIRA FASE CLASSIFICATÓRIA – as duas primeiras passam direto para as oitavas-de-final:
1.a: 11.65=Nicola Atherton (AUS), 9.60=Layne Beachley (AUS), 9.00=Megan Abubo (HAV)
2.a: 13.75=Jessi Miley-Dyer (AUS), 11.35=Amee Donohoe (AUS), 4.35=Julia De La Rosa (EUA)
3.a: 15.50=Sofia Mulanovich (PER), 14.05=Lee Ann Curren (FRA), 8.20=Serena Brooke (AUS)
4.a: 8.55=Stephanie Gilmore (AUS), 8.50=Jacqueline Silva (BRA), 5.00=Karina Petroni (EUA)
5.a: 12.00=Melanie Redman-Carr (AUS), 11.10-Rosanne Hodge (AFR), 9.75=Samantha Cornish (AUS)
6.a: 13.35=Silvana Lima (BRA), 13.00=Melanie Bartels (HAV), 11.15=Rebecca Woods (AUS)

REPESCAGEM – 3.a=17.o lugar (US$ 3.000 e 180 pontos):
1.a: 12.00=Samantha Cornish (AUS), 10.00=Karina Petroni (EUA), 6.70=Serena Brooke (AUS)
2.a: 14.75=Rebecca Woods (AUS), 10.50=Julia De La Rosa (EUA), 9.85=Megan Abubo (HAV)

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America –
joaocarvalhomatrix.com.br


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.